Mário Centeno: A via dos consensos é a única para avançar


Mário Centeno, hoje eleito presidente eleito do Eurogrupo, disse hoje que a via dos consensos é “a única maneira de avançar”.

“Gerar consensos é a única maneira de avançar, temos que aprender com as lições dos outros”, disse Centeno, depois de Dijsselbloem ter avançado que o único conselho que tem para lhe dar é o de manter o caminho que foi traçado, “sem relaxar” na estabilidade orçamental.

O ministro das Finanças disse também que é necessário “reforçar a zona euro”, lembrando que “estamos a enfrentar desafios diferentes dos que se colocavam até recentemente”.

Centeno foi o mais votado na primeira volta (oito votos), após a qual saíram da “corrida” a letã Dana Reizniece-Ozola e o eslovaco Peter Kazimir, tendo o ministro português derrotado o candidato luxemburguês Pierre Gramegna na segunda volta da eleição.

Centeno torna-se, assim, o terceiro presidente da história do fórum de ministros das Finanças da zona euro, depois do luxemburguês Jean-Claude Juncker e do holandês Jeroen Dijsselbloem, assumindo funções em janeiro próximo.

Mário Centeno iniciará a 13 de janeiro um mandato de dois anos e meio, até meados de 2020.