Nota de Pesar por Edmundo Pedro


O Partido Socialista manifesta o seu mais profundo pesar pela morte do nosso querido camarada Edmundo Pedro, hoje ocorrida.

Edmundo Pedro, nascido em Alcochete em Novembro de 1918, foi um herói da luta contra a ditadura derrubada em Abril de 1974 e que entregou toda a sua vida – antes e depois dessa data libertadora – a um sempre incansável combate pelos valores da Liberdade e da Democracia, constituindo uma incontornável e perene referência de coragem e de combatente político para todos os socialistas portugueses.

Edmundo Pedro foi preso pela primeira vez em 1932, com apenas 15 anos de idade, e foi preso pela ditadura por várias vezes, conhecendo bem a repressão e os cárceres da ditadura, passando pelo Aljube, Peniche a Caxias. Foi também o mais jovem preso político mais novo do sinistro campo de concentração do Tarrafal, onde passou dez anos, debaixo das mais infra-humanas condições. Libertado em 1946, envolveu-se em várias conspirações e tentativas de derrube da ditadura fascista, que lhe valeram mais uma prisão, na sequência do assalto ao quartel de Beja, em 1962.

Militante do PS logo após o 25 de Abril, revelou-se também um elemento-chave no combate que foi preciso travar nesse período para evitar todas as tentações totalitárias, o que lhe veio a valer acusações injustas que a Justiça e a História acabaram por demonstrar falsas. Deixa-nos várias obras essenciais para um profundo conhecimento do século XX português e um precioso legado, que deve orgulhar todos os democratas portugueses e, em particular, os seus camaradas socialistas.

Deputado do PS em várias legislaturas, Edmundo Pedro deixou em todos os que com ele tiveram a felicidade de contactar um traço indelével de humildade, humanidade e coragem, que manteve até ao fim dos seus dias, neste ano em que iria cumprir os seus cem anos. Essa força e coragem que o tornam numa eterna referência para o Partido Socialista.

Todos os socialistas portugueses partilham este momento de dor pela sua perda, mas também a confiança de que terão de saber estar à altura do extraordinário legado de Edmundo Pedro. O Partido Socialista transmite a todos os familiares e amigos do nosso querido camarada as suas mais sentidas condolências, nesta hora difícil e de sentido de perda.

A direção nacional do PS determinou que, em sinal de respeito pela imensa figura de democrata que nos deixa neste momento, a bandeira do Partido será colocada a meia-haste na sede nacional.

Lisboa, 27 janeiro 2018